Botafogo entra com pedido no Tribunal de Justiça do Rio para centralizar dívidas

Nesta sexta-feira (17), o Botafogo informou que acionou a Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) para centralizar suas dívidas cíveis. Essa foi uma maneira que o clube encontrou para ganhar tempo e tentar se organizar para o pagamento de dívidas trabalhistas. A informação foi revelada pelo ‘GE’.

O movimento é parecido ao que foi feito em relação às dívidas trabalhistas, que chegam próximas aos R$ 100 milhões. Para evitar sofrer execuções, a diretoria do Alvinegro solicitou a entrada no Regime Centralizado de Execuções (RCE).

O pedido atual é o mesmo já feito ao Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, sendo a natureza das dívidas a principal diferença. Enquanto o TRT-1 o clube responde por contas não pagas a atuais ou ex-funcionários, no TJ-RJ é para dívidas de ordem tributária ou bancária.

É importante destacar que ambos pedidos foram feitos com base na nova lei do clube-empresa (Lei 14.193/21) no Brasil, que garante o direito de centralizar as cobranças para, ao evitar penhoras individuais, pagar seus credores em até seis anos por meio de repasse de 20% da receita mensal.

O Botafogo agora aguarda pela avaliação do tribunal. Se aprovado, menos penhoras serão feitas, um dos grandes motivos pela crise financeira do clube.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.