CAS reduz punição de Onana por doping em três meses

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) reduziu para nove meses a punição imposta pela Uefa ao goleiro Andre Onana, do Ajax e da seleção camaronesa, por violação de doping.

Em fevereiro, o jogador de 25 anos foi suspenso por 12 meses pela entidade que rege o futebol europeu.

Onana descobriu que a substância furosemida, proibida pela WADA (Agência Mundial Antidoping), estava em sua urina após um exame realizado ‘fora da competição’ em 30 de outubro do ano passado.

O goleiro explicou que havia tomado acidentalmente uma pílula contendo a substância ao se confundir com o remédio de sua esposa, e pediu que a punição fosse revogada em vez de reduzida.

“O painel do CAS (…) concluiu que nenhuma ‘falha significativa’ poderia ser atribuída a Andre Onana, que ingeriu medicamentos destinados a outra pessoa por engano”, disse o tribunal em um comunicado.

“Com base nisso, o painel considerou que uma suspensão de nove meses era proporcional à negligência cometida e reduziu a suspensão em três meses, mas não pode aceitar o pedido do goleiro para a retirada total da suspensão”, decidiu o CAS.

Com a decisão, a suspensão do goleiro terminará em 4 de novembro, fazendo com que ele perca o início da temporada com o Ajax. De acordo com o tribunal, Onana está liberado para retornar aos treinamentos dois meses antes do fim da sanção, em 4 de setembro.

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Nossa seleção de especialistas prepara você para o mercado de trabalho: pós-graduação CERS/Lei em Campo de Direito Desportivo. Inscreva-se!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.