Congresso derruba vetos à suspensão de dívidas de clubes do Profut durante pandemia

Nesta segunda-feira (19), o Congresso Nacional derrubou os vetos do presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem partido), a dispositivos da lei que suspende o pagamento de dívidas de clubes inscritos no Programa de Modernização da Gestão e Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (Profut). No começo desse ano, a Lei 14.117 permitia flexibilizar as regras para a gestão dos clubes enquanto durasse a pandemia de Covid-19.

Diante da derrubada dos vetos, seguem para promulgação os artigos do texto aprovado pelo Congresso em dezembro de 2020, que preveem a suspensão do pagamento das parcelas do Profut durante o estado de calamidade pública causa pela pandemia.

Bolsonaro havia vetado os termos da regulamentação por falta de “estimativa do respectivo impacto orçamentário e financeiro” e por entender que “a implementação da medida causa impacto no período posterior ao da calamidade pública”.

Além disso, o veto ao artigo que livra de punição os clubes que deixarem de recolher FGTS e as contribuições previdenciárias dos atletas também caiu. Outro trecho restaurado pelo Congresso Nacional limitar a possibilidade de punição aos dirigentes que deixem de publicar demonstrações financeiras, com a aplicação de pena dependendo de trânsito em julgado em processo administrativo ou judicial.

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Nossa seleção de especialistas prepara você para o mercado de trabalho: pós-graduação CERS/Lei em Campo de Direito Desportivo. Inscreva-se!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.