França ultrapassa Brasil pela 1ª vez em ranking de transferências da Fifa

Nesta sexta-feira (14), a Fifa divulgou o ‘Relatório Global de Transferências de 2021’, documento que detalha as negociações do Mercado da Bola no ano passado. Nele, uma grande novidade foi constatada: pela primeira vez desde que a entidade máxima do futebol faz o registro, o Brasil não lidera o ranking de nacionalidades em gastos totais em transferências de jogadores. O primeiro lugar ficou com a França.

Ao todo, foram negociados 1.749 atletas brasileiros em 2021, com uma movimentação de US$ 468,4 milhões (R$ 2,6 bilhões na cotação atual). Já a França, primeira colocada da lista, a quantia movimentada foi de US$ 643,6 milhões (R$ 3,5 bilhões) em transferências.

As duas principais negociações dos franceses foram dos zagueiros Raphael Varane (do Real Madrid para o Manchester United) e Dayot Upamecano (do Leipzig para o Bayern de Munique), por 40 milhões de euros (R$ 222 milhões) e 42,5 milhões de euros (R$ 236 milhões), respectivamente.

O relatório também informou que 2021 foi o terceiro ano seguido de queda nos valores empenhados em jogadores brasileiros. Em 2017 e 2018, transferências envolvendo atletas do país fizeram com que o Brasil ultrapassasse a marca de US$ 1 bilhão (R$ 5,5 bilhões) em negociações.

Crédito imagem: AFP

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Nossa seleção de especialistas prepara você para o mercado de trabalho: pós-graduação CERS/Lei em Campo de Direito Desportivo. Inscreva-se!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.