Jogadores do Liverpool sofrem ataques racistas nas redes sociais após derrota na Champions

A derrota do Liverpool por 3 a 1 para o Real Madrid, nesta terça-feira (6), pela Champions League, causou grandes repercussões fora de campo. Além de críticas da imprensa inglesa pela forma que o clube atuou, alguns jogadores foram vítimas de ataques raciais nas redes sociais, algo que se tornou rotineiro na Inglaterra.

Dessa vez, os alvos foram: o lateral-direito Trent Alexander-Arnold, o meia Naby Keita e o atacante Sadio Mané. Eles receberam de torcedores diversos emojis de macaco em seus últimos posts no Instagram.

Em nota divulgada nesta quarta-feira (7), o Liverpool condenou e tratou os abusos como “abominável”.

“Mais uma vez, estamos discutindo com tristeza o abominável abuso racial na manhã seguinte a um jogo de futebol. É totalmente inaceitável e tem que parar. O Liverpool condena todas as formas de discriminação e continuamos a trabalhar com nossos parceiros de inclusão por meio de nossa iniciativa Red Together para fazer campanha contra ela”, disse o clube.

No mês passado, dezenas de jogadores do futebol inglês sofreram ataques na internet. Por conta da recorrência dos atos, autoridades inglesas exigiram que as empresas responsáveis pelas redes sociais tomem providências para coibir os abusos.

Tanto o Instagram, quanto o Facebook, reafirmaram o desejo de coibir o racismo em suas plataformas e anunciaram uma série de medidas para ao menos diminuir os casos.

Crédito imagem: AFP

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Nossa seleção de especialistas prepara você para o mercado de trabalho: pós-graduação CERS/Lei em Campo de Direito Desportivo. Inscreva-se!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.