Justiça de São Paulo nega recurso do Atlético-MG e clube terá que pagar R$ 12 milhões a agente por negociação de Erazo

A Justiça de São Paulo negou o recurso do Atlético-MG em que pedia a anulação da sentença que havia condenado o clube a pagar mais de R$ 7,3 milhões ao empresário André Cury pela negociação do zagueiro Frickson Erazo. A informação foi divulgada pelo ‘UOL Esporte’.

Em julgamento realizado na 18ª Câmara do Direito Privado, na Comarca de São Paulo, foi negado o provimento ao recurso do Galo. No geral, o Atlético-MG foi condenado a pagar R$ 7,385 milhões, mais correção monetária e juros de 1% ao mês ao agente. Além disso, a Justiça paulista aumentou os honorários para 12%, fazendo o débito ultrapassar a cada dos R$ 12 milhões.

A dívida do Atlético-MG com a Link Assessoria Esportiva, de propriedade de André Cury, teve origem na contratação de Erazo junto ao Estoril, de Portugal. Por conta dos serviços prestados pela Link na negociação, o clube português cedeu à empresa 1,1 milhão de euros que teria de receber do Galo.

Essa não é a única ação do agente contra o clube mineiro. Atualmente, encontra-se em andamento 28 processos envolvendo transferências de jogadores e profissionais do futebol. A estimativa é de que, ao todo, a dívida do Atlético-MG com André Cury seja de aproximadamente R$ 70 milhões.

Crédito imagem: Atlético-MG

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.