Após divulgação de áudio do VAR, Vasco promete ir à CBF e ao STJD contra árbitros que trabalharam na partida contra Chapecoense

O Vasco segue indignado com a atuação da equipe de arbitragem que trabalhou na partida contra a Chapecoense, no último domingo. Na noite desta segunda-feira (1), pouco depois da CBF divulgar o áudio do VAR, o Cruz-Maltino divulgou um comunicado oficial informando que vai entrar com uma representação na Comissão Nacional de Arbitragem e com uma Notícia de Infração no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

https://twitter.com/VascodaGama/status/1554232413747814401?s=20&t=j3MpBarMRh2V2SrWjJPOTw

No comunicado, o Vasco diz que vai tomar essas medidas “por conta das infrações gravíssimas” cometidas pelo árbitro de campo, Douglas Marques das Flores, e o árbitro de vídeo, Vinícius Furlan, no empate em 0 a 0 diante da Chapecoense.

O principal lance de reclamação do clube carioca ocorreu aos 30 minutos do segundo tempo. Em um lance de velocidade, Eguinaldo entra na área e acaba derrubado após um choque com Pablo, da Chapecoense. A jogada foi revisada e o árbitro mandou o jogo seguir.

“Ele para de correr. Ele sente o contato e se joga. Para mim nada a marcar. Contato é lateral, e a queda após para de correr. Nada a marcar”, afirmou Furlan no vídeo/áudio divulgado pela CBF.

Fora o possível pênalti, o Vasco reclama também da expulsão do meia Nenê no final do jogo. Após receber amarelo por uma falta, o camisa 10 reclamou com o árbitro e acabou sendo expulso.

Leia a íntegra do comunicado do Vasco

O Club de Regatas Vasco da Gama informa que, diante do ocorrido na partida CR Vasco da Gama x Chapecoense, disputada ontem em São Januário e após a revisão do áudio e vídeo do VAR e do árbitro de campo no lance de penalidade máxima sofrida pelo atleta Eguinaldo do Vasco da Gama, aos 30 minutos do segundo tempo, decidiu que fará uma representação formal junto a Comissão Nacional de Arbitragem contra o árbitro de campo, Douglas Marques das Flores, e o árbitro de vídeo, Vinícius Furlan, e também apresentará notícia de infração ao procurador geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) de modo que possa ser aberta investigação com relação a conduta do árbitro de campo e do árbitro de vídeo no referido lance por conta das infrações gravíssimas, na visão do Clube, cometidas pelos mesmos.

Crédito imagem: Jorge Rodrigues/AGIF/Gazeta Press

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.