Árbitro relata arremesso de objetos e reclamação de dirigente Rubro-Negro em súmula de Atlético-MG x Flamengo

A partida entre Atlético-MG x Flamengo, realizada nesta quarta-feira (22), pela Copa do Brasil, poderá ter desdobramentos fora das quatro linhas. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira relatou na súmula que objetos foram arremessados em campo vindos da torcida mineira e o caso pode parar na Justiça Desportiva.

“Aos 8 minutos do segundo tempo foi arremessado um isqueiro próximo ao assistente nº 02 Miguel Cataneo Ribeiro da Costa vindo da torcida do Atlético Mineiro e aos 15 minutos do segundo tempo foi arremessado um ferro com porca rosqueada e uma ruela na direção da área penal da equipe do Flamengo vindo da torcida do Atlético Mineiro”, relatou o árbitro.

No documento da partida, não fica explicado se os responsáveis pelo arremesso dos objetos foram identificados.

Além disso, Luiz Flávio de Oliveira relatou também que um dirigente do Flamengo fez reclamações durante o intervalo da partida.

“No intervalo da partida, quando a equipe de arbitragem se dirigia para o vestiário próximo às escadas de acesso ao campo, o sr Luiz Cláudio Cotta da Silva, chefe da delegação do Flamengo, proferiu os seguintes dizeres à equipe de arbitragem ‘você tem que dar para os dois lados, está prejudicando a gente’ e, no túnel de acesso aos vestiários, continuou proferindo palavras direcionada à equipe de arbitragem ‘ninguém vai roubar o Flamengo não, c…'”, relatou.

A partida de volta ocorrerá no dia 13 de julho, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. O Atlético-MG depende de uma vitória simples ou empate para avançar para a próxima fase da competição.

Crédito imagem: Pedro Souza/Atlético-MG

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.