COI proíbe postagens de protestos dos atletas em contas oficiais dos Jogos Olímpicos

O Comitê Olímpico Internacional (COI) vetou a postagem de fotos e vídeos, em contas oficiais, dos protestos antirracistas feitos por atletas durante os Jogos Olímpicos de Tóquio. Assim, imagens dos competidores ajoelhados antes do início dos eventos, como ocorreu no futebol feminino nesta quarta-feira (21), não serão vistos nos perfis da Olimpíada nas redes sociais. A informação é do jornal ‘The Guardian’.

De acordo com o jornal britânico, a proibição foi comunicada ontem, antes das partidas do futebol feminino entre Grã-Bretanha e Chile. Antes da bola rolar, assim como acontece em diversas ligas de futebol do mundo, as duas equipes se ajoelharam no campo em protesto. Apesar das imagens terem sido fotografadas, nenhuma aparece nas redes sociais do COI ou dos Jogos.

Mesmo com diante da determinação, a entidade flexibilizou as regras em relação a protestos feitos por atletas em Tóquio-2020. Manifestações pacíficas agora são permitidas durante as competições, mas apenas em alguns determinados lugares e desde que respeitem os adversários.

Os gestos de protesto seguem proibidos durante o pódio. Até o Rio-2016, os atletas não podiam fazer qualquer manifestação de cunho político, religioso ou racial dentro de espaços em que a competição era realizada.

Crédito imagem: AFP

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Nossa seleção de especialistas prepara você para o mercado de trabalho: pós-graduação CERS/Lei em Campo de Direito Desportivo. Inscreva-se!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.