#esportedasletras traz obra sobre o enquadramento jurídico do esporte eletrônico

A dica desta semana é sobre um assunto que cada vez mais cresce em interesse e importância econômica, “O enquadramento jurídico do esporte eletrônico”, de Ricardo Georges Affonso Miguel. O tema é importante e interessante, tanto que merece espaço próprio no Lei em Campo, na seção eSport Legal, sob comando do Nicholas Bocchi.

E o livro, como não poderia deixar de ser, começa abordando a questão tão debatida: esporte eletrônico é mesmo esporte? Para respondê-la, Ricardo Miguel aborda o conceito de esporte e sua evolução, o conceito de atleta e de jogo eletrônico.

É notório o crescimento dessa atividade, com campeonatos, profissionalização de gamers e acenos para inclusão como modalidade olímpica. Assim, o autor percorre questões econômicas e sociais que permeiam os eSports, o atleta comercial e os consumidores, a cibercultura, sem deixar escaparem os riscos inerentes ao desenvolvimento tecnológico e os do marco jurídico regulatório.

Ricardo Miguel dedica, por fim, capítulo ao enquadramento jurídico do eSport, com o reconhecimento legal como esporte no Brasil e a regulamentação jurídica envolvendo a atividade. Sobra ainda espaço para analisar o modelo espanhol, com a sempre útil comparação que pode nos abrir os olhos, indicar modelos ou confirmar rumos!

O enquadramento jurídico do esporte eletrônico
Ricardo Georges Affonso Miguel
Editora Quartier Latin
144 páginas

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.