Gerenciamento de carreira é orientar, não mimar

Na última semana, a infração do atacante brasileiro Neymar Jr. ao não se reapresentar ao clube que defende, o PSG, levou muita gente a questionar as razões da atitude do craque. Será que ele fez isso porque está insatisfeito com o clube francês ou porque não queria se recuperar na França da lesão sofrida nos treinos para a Copa América? Fato é que nem os torcedores nem o PSG entenderam o real motivo.

Já abordamos aqui que existem possibilidades legais para que os clubes possam se defender de algum desvio ético ou moral que, eventualmente, um atleta possa praticar. Exemplo disso são os códigos de condutas ou códigos de ética profissional.

A conduta ética, sendo simplista, resume-se a determinado comportamento de um grupo. Grandes empresas e, hoje em dia, clubes de futebol estão elaborando códigos de conduta para que os bons exemplos sejam valorizados e os maus exemplos sejam punidos.

Como já abordamos antes, o PSG está valorizando o comportamento dos profissionais de seu elenco. A inovação precisa de engajamento e periodicidade para que ocorra. A multa só será aplicada em casos de falta, bem como a bonificação, quando as atitudes são amistosas e integrativas. Não dá para negar que algumas gratificações são até um pouco questionáveis.

Após a negativa do atacante brasileiro de voltar na data marcada, a apresentação tardia de uma semana fez com que o clube de Paris prometesse punição ao atacante. Provavelmente, como ocorreu com Mbappé (multa por atraso em treinos e coletivas de imprensa foi cerca de R$ 775 mil –180 mil euros), os valores não serão ínfimos.

Mas o que está acontecendo com o principal nome do futebol brasileiro e um dos mais importantes jogadores do mundo? Como um atleta que foi contratado para jogar em um clube que desembolsou mais de R$ 1 bilhão (222 milhões de euros) em 2017 não cumpre regras simples de reapresentação? O que o camisa 10 da nossa seleção está fazendo com a carreira?

Gerenciamento de carreira ou gestão de carreira profissional, é um planejamento de trajetória que visa orientar financeira, comportamental e emocionalmente, seja dentro, seja fora de campo, o atleta para o sucesso de sua carreira.

É indiscutível que o esportista e profissional Neymar Jr. é um homem de sucesso, dentro e fora de campo. Seus títulos, recordes e belas atuações deixam bem claro que ele é, sim, um dos melhores do mundo, e, fora de campo, suas campanhas, propagandas, marcas e eventos o tornaram o terceiro atleta mais bem pagos do planeta, segundo a revista Forbes.

O futuro do craque ainda é incerto, pois o PSG já deixou claro que quem quiser levar o atacante do time francês precisará desembolsar 220 milhões de euros; caso contrário, Neymar Jr. continuará em Paris.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.