Grow Up – Marketing para as novas gerações

O eSport é uma oportunidade para marcar que envelheceram se rejuvenescerem, no entanto o público fã do esporte eletrônico é exigente e a cultura dessa comunidade é muito única.

Isso significa que investir de qualquer jeito, sem uma consultoria feita por pessoas que realmente entendem desse universo, pode significar um tiro pela culatra. E esse é um erro comum, feito inclusive por marcas grandes.

Isso não faz sentido

A peça publicitária “One Coke Away From EachOther – Real Magic” feita pela Coca-Cola para engajar com os fãs do eSport foi extremamente má-recebida pelo seu publico-alvo e duramente criticada por ser nada autêntico.

A propaganda é ambientada em uma competição de esportes eletrônicos e explora elementos da sub-culturagamer como cosplayers e streamers. Uma das jogadoras (e a parte de inclusão feminina foi ótima!) está sendo derrotada e corre para buscar uma coca-cola.

Ao tomar a coca-cola, o personagem da jogadora renasce, mas vislumbra o campo de batalha e joga a sua arma no chão. Logo em seguida todos os outros personagens começam a jogar suas armas no chão também.

Dessa forma, a solução dada pela coca-cola é que a bebida é capaz de trazer paz para o mundo do jogo eletrônico enquanto está acontecendo uma competição.

Repetindo a informação: No. Meio. De. Uma. Competição.

Veja o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=J2QZjUzWPMA

É recomendável explorar a área de comentários do vídeo também, dentre os comentários mais votados se destacam dois [nossa tradução]:

Um dos usuários do youtube disse “Reunião da diretoria: Como a gente engaja com os gamingers ou sei lá como eles são chamados?”, simulando como deve ter sido a reunião que deu origem a essa propaganda, evidenciando que ela foi feita por alguém que não entende a subcultura.

Outro usuário disse “Eu realmente acredito que essa propaganda foi ruim de propósito, para que ela possa ser compartilhada como meme de vergonha alheia para ganhar mais alcance. A Coca-Cola não se importa em como lembrarão do nome do produto deles, só se importa que você se lembre.”

Agora imagine uma propaganda onde um jogador de futebol está perdendo o jogo por 4 a 0, bebe uma coca-cola, o placar é reduzido para 0 a 0 e o jogo acaba porque nenhum dos clubes querem jogar. Isso não faz sentido.

Isso sim faz sentido

​Na minha opinião o case mais interessante e deve ser visto por qualquer profissional que queira se envolver com esporte eletrônico é a campanha “Grow Up” da Mercedes Benz.

​A marca criou essa campanha para rejuvenescer a sua marca e fez peças publicitarias em diversas subculturas, como o hip-hop e o esporte eletrônico. E a Mercedes entendeu muito bem qual as dores dos jovens que adotam um estilo de vida alternativo: ser criticado pelo mainstream.

​Todas as peças publicitárias da Mercedes giram em torno das “regras” que a sociedade impõe aos jovens e de onde surgem as críticas:

​- Se vista adequadamente

​- Consiga um emprego de verdade

​- Passe tempo com a família

​- Dance no ritmo da sua própria musica

​- Trabalhe duro

​- Se case

​- Mude para os subúrbios

​- Inicie uma Família

​- Seja humilde

​- É hora de crescer (Time to Grow Up)

​Se apoiando nessas frases, a Mercedes explora com maestria os mesmos elementos da subcultura que a Coca-cola tentou explorar e falhou.

​Veja o vídeo da campanha da Mercedes para os esports: https://www.youtube.com/watch?v=X5Z4doe1x2g

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.