Juiz dá cinco dias para Uefa arquivar investigações e punições contra clubes da Superliga Europeia

Por meio de ordem judicial, o juiz Manuel Ruiz de Lara determinou que a Uefa arquive as sanções e processos disciplinares abertos contra os clubes fundadores do projeto da Superliga Europeia em até cinco dias. Em caso de descumprimento, o presidente da entidade que rege o futebol europeu, Aleksander Ceferin, poderá ser preso por desobediência. A informação foi revelada pelo site ‘AP News’.

Barcelona, Real Madrid e Juventus são os clubes que foram ameaçados pela Uefa por manterem o apoio ao projeto da Superliga Europeia, competição que rivalizaria com a Champions League.

A decisão do magistrado, que é válida para todo território da União Europeia, prevê que a Uefa precisa oficializar, em seu site, os procedimentos de anulação das sanções contra os três times citados.

A principal alegação do magistrado foi que a ação da Uefa possui “caráter monopolista contrário à livre concorrência no mercado de futebol”.

Essa não é a primeira intervenção do juiz sobre o caso. Em abril deste ano, uma decisão de Manuel proibiu a Fifa e a Uefa de punirem os clubes fundadores da Superliga.

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.