Justiça aceita ação do MPT e Vasco terá que reintegrar 186 funcionários que haviam sido demitidos

Na manhã desta terça-feira (11), o juiz Robert de Assunção Aguiar, da 60ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), determinou que o Vasco reintegre em até cinco dias úteis os 186 funcionários que foram dispensados no começo de março. A informação foi revelada pelo site ‘Esporte News Mundo’.

O magistrado entendeu que há probabilidade do direito e o perigo de danos aos trabalhadores. Dessa forma, decidiu aceitar os pedidos feitos pelo Ministério Público do Trabalho (MPT), autor da ação. Além disso, ficou determinado que o Cruz-Maltino não poderá realizar dispensas coletivas sem prévia negociação, sob pena de fixação de multa diária por cada empregado.

O Lei em Campo falou sobre o caso.

Na decisão, o juiz determina que os trabalhadores deverão ser reintegrados na mesma função e com as mesmas atribuições às demissões, garantindo-se, os mesmos direitos.

“Afirmar a parte ré que existiu um diálogo prévio com o sindicato da categoria, com o devido e sincero respeito, é não observar que o próprio sindicato afirma que foi surpreendido com as demissões. Como se vê, não se pode dizer que existiu prévia negociação ou diálogo social”, argumentou o magistrado na decisão.

“Tentar o clube celebrar um acordo coletivo de trabalho após as demissões imotivadas já efetivadas, é, no mínimo, tentar valer-se do desespero dos trabalhadores, agravado pelo período de pandemia, para impor condições para pagamentos de direitos que deveriam ter sido pagos à época própria”, completou.

Por fim, o juiz destacou que: “sendo certo que indeferir a tutela sob o fundamento de que seria a pretensão nefasta para a ré, é esquecer que nefasta foi a situação que a ré colocou estes demitidos, já que os demitiu sem pagar suas verbas rescisórias, sem qualquer diálogo social, em período de pandemia”.

O Vasco terá até cinco dias úteis para anexar aos autos uma lista nominal de todos os trabalhadores reintegrados e seus respectivos dados pessoais.

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Nossa seleção de especialistas prepara você para o mercado de trabalho: pós-graduação CERS/Lei em Campo de Direito Desportivo. Inscreva-se!

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.