Lei Zico e a possibilidade de profissionalizar o futebol

Entre alguns casos de sucesso e outros nem tanto, transformar o clube em empresa no Brasil tem sido assunto recorrente nos bastidores dos clubes e nos jornais esportivos. As mudanças são grandes e exigirão dos gestores muita transparência e comprometimento com a instituição.

Mas essa “novidade” de clube-empresa no Brasil não vem de hoje, e é por isso que neste Por Dentro da Lei vamos falar da lei que trouxe a possibilidade de as entidades de práticas esportivas se transformarem de associações em S/A.

A Constituição Federal de 1988, no artigo 217, i, prevê a autonomia das entidades esportivas quanto a sua organização e funcionamento, podendo as instituições definirem quais serão as suas naturezas jurídicas.

A possibilidade de transição de associação esportiva para sociedade anônima no Brasil veio em 1993, com a Lei 8.672, também conhecida como Lei Zico. Importante ressaltar que o texto da lei, no artigo 11, não obriga os clubes a tornarem-se empresas; possibilita a eles tornarem suas gestões com fins lucrativos.

Em 1994 o União São João de Araras, interior de São Paulo, entrou para a história do futebol brasileiro por ser o primeiro clube de futebol a deixar de ser associação esportiva e virar um clube-empresa, trocando dirigentes por executivos.

Na Europa, no futebol italiano e inglês, os clubes-empresas já existem desde o início do século XX. Alguns anos mais tarde, os Estados Unidos organizaram o soccer por meio de ligas que administrariam franquias, assim como é a grande maioria das equipes em qualquer modalidade esportiva na terra do Tio Sam.

Hoje no Brasil existe mais de 20 clubes que, após o exemplo do União São João de Araras, tornaram os clubes de futebol em empresas, podendo auferir lucros com a modalidade.

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.