Ministério Público de Portugal investiga ex-jogador Deco e clubes por fraudes em transferências de jogadores

O ex-jogador Deco entrou na mira da Justiça ao ser um dos investigados por fraudes em transferências de jogadores em Portugal. A informação foi revelada pelo portal português Correio da Manhã, que ainda informou que empresas e clubes também estão entre os alvos.

A operação é fruto de uma parceria entre o Ministério Público de Portugal, Autoridade Tributária e outros órgãos. Segundo as investigações, o esquema teria desviado cerca de 15 milhões de euros.

Ao menos 20 locais foram alvos de busca por policiais, entre eles, o escritório e residência de Deco, as sedes do Braga, Vitória de Guimarães e a Gestifute, empresa de Jorge Mendes, um dos agentes de Cristiano Ronaldo, Ederson e Fabinho.

Deco, que atualmente é empresário de futebol, está sendo investigado por três negociações de jogadores com o Vitória de Guimarães.

Todos os envolvidos na operação estão sendo investigados por fraude fiscal, fraude à segurança social e branqueamento de capitais.

A operação desta quarta-feira (24) é um desdobramento da ‘Fora de Jogo’, que foi realizada em março de 2020.

Crédito imagem: Flickr

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.