Presidente do CSA vai à polícia prestar queixa por ameaça de morte

O presidente do CSA, Omar Coêlho, compareceu ao 6º Distrito Policial, em Cruz das Almas, Alagoas, nesta terça-feira (2) para prestar queixas das ameaças sofridas de integrantes de uma torcida organizada do clube. A informação foi divulgada pelo ‘ge’.

“Hoje pela manhã estive no 6º Distrito Policial, em Cruz das Almas, e foi muito bem recebido pelo delegado Robervaldo Davino. Uma pessoa muito competente, um profissional exemplar e que vai conduzir o inquérito policial”, disse o dirigente em entrevista para o site.

Omar Coêlho foi ameaçado de morte na última segunda-feira por membros de uma torcida organizada do CSA. O muro de sua residência foi pichado com a frase: “Fora Omar, vai morrer”.

Também na segunda, um grupo de torcedores foi ao centro de treinamento do CSA para protestar, inclusive com uso de fogos de artifício.

Seguranças e policiais impediram a entrada do grupo de entrar no local onde o elenco treinava.

“Nós recebemos o Dr. Omar, conversamos com e isso o que aconteceu com ele foi um absurdo sem precedentes. Ele já nos informou que tem imagens de câmeras de monitoramento, tem nomes de envolvidos, pessoas que presenciaram o ato na casa dele e marcamos para ainda nesta semana ele retornar à delegacia com todas essas provas e algumas testemunhas para fazermos a abertura do inquérito policial”, disse o delegado ao site.

Atualmente, o CSA ocupa a 17ª colocação da Série do Campeonato Brasileiro.

Crédito imagem: Reprodução

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.