Wolverhampton denuncia racismo de torcedores do Farense contra atacante sul-coreano em amistoso

O Wolverhampton, da Inglaterra, revelou que o atacante sul-coreano Hwang Hee-Chan foi alvo de ofensas discriminatórias por parte de torcedores do Farense, de Portugal, durante um amistoso de pré-temporada entre as duas equipes, no último domingo (31), no Estádio São Luís.

“Estamos muito desapontados por reportarmos que um dos nossos jogadores foi vítima de tratamento discriminatório por parte dos torcedores adversários durante o jogo com o Farense”, diz o Wolverhampton em um comunicado.

O clube inglês promete levar o caso para a UEFA – entidade responsável por organizar o futebol europeu.

“Vamos denunciar o incidente à UEFA e pedir ao Farense e às autoridades competentes para investigarem o caso, bem como oferecer ao nosso jogador todo o apoio necessário”, acrescentou.

Após a denúncia do clube inglês, o Farense divulgou um comunicado repudiando os insultos racistas/discriminatórios contra o atacante sul-coreano e prometeu investigar o ocorrido.

“Em razão do comunicado publicado pelo Wolverhampton, serão investigadas exaustivamente as alegações de qualquer ato racista durante o jogo”, disse o clube que disputa a segunda divisão do futebol português.

“O Farense, ao longo dos seus 112 anos de história, sempre se pautou pela defesa da dignidade da pessoa humana. Repudiamos, em absoluto, qualquer forma de racismo ou discriminação”, reforçou.

Dentro de campo, Farense e Wolverhampton empataram em 1 a 1.

Crédito imagem: Getty Images

Nos siga nas redes sociais: @leiemcampo

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Últimas Notícias

Colunas

Seções

Assine nossa newsletter

Toda sexta você receberá no seu e-mail os destaques da semana e as novidades do mundo do direito esportivo.